Fórum Florestal SP se reuniu em junho para discutir políticas ambientais

por | jul 4, 2013 | Fórum Florestal de São Paulo

O Fórum Florestal de São Paulo se reuniu dia 12 de junho, na sede da Bracelpa em São Paulo, para discutir a revisão de indicadores do FSC (Forest Stewartship Council), o Protocolo Agroambiental Florestal de São Paulo e o CAR (Cadastro Ambiental Rural da atual Lei Florestal Brasileira – Lei 12.651/2012). O encontro contou com a participação de 12 representantes de organizações da sociedade civil e 15 representantes das empresas e instituições ligadas às empresas florestais.

A revisão dos indicadores para certificação das empresas florestais pelo FSC está sendo feita ao longo do ano de 2013 através de consultas públicas presenciais e via site. Com a apresentação feita por Luciana R. Antunes, do Programa Cooperativo em Certificação Florestal/PCCF – IPEF, o Fórum Florestal de São Paulo (FF-SP) verificou que o setor empresarial com representação na Câmara Econômica do FSC-Brasil, conseguiu contribuir de maneira organizada para a revisão, porém, relata ter priorizado alguns princípios pela dificuldade de analisar todos os indicadores. A câmara identificou diversos itens que precisam ser melhorados desde o aumento na quantidade de indicadores, o que terá impacto financeiro na certificação, até problemas de redação e tradução. Constatou-se no encontro que está ocorrendo um esvaziamento das Câmaras Social e Ambiental do FSC Brasil cujas contribuições no processo de revisão dos indicadores parecem ter sido inexpressivas.

Considerando que o processo de certificação influencia diretamente as práticas das empresas e pode ser uma importante ferramenta para o fórum encaminhar suas demandas, o fórum decidiu por sua representação no FSC-Brasil nas Câmaras Ambiental e/ou Social através da participação de uma ou mais instituições. No próximo encontro o assunto continua e o fórum decidirá como contribuir para a segunda etapa de revisão dos indicadores.

O Protocolo Agroambiental Florestal foi inserido na pauta do encontro a partir de relato das empresas sobre a morosidade nos processos de licenciamento da CETESB referentes ao corte de árvores isoladas e a possibilidade de que a adesão ao protocolo facilitaria o andamento desses processos (assunto discutido no XVI Encontro). O fórum também determinou ser este um assunto de interesse e se disponibilizou a contribuir com o processo. Durante a apresentação da Diretoria de Desenvolvimento Sustentável (DDS-CBRN-SMA-SP), feita pelo Sr. Carlos Beduschi, o Fórum Florestal de São Paulo fez diversas considerações e contribuições.

Um ponto a ser esclarecido é quanto a participação da CETESB e a demanda específica sobre as árvores isoladas, sendo decidido que no próximo encontro um representante da CETESB será convidado para dialogar com o fórum sobre este assunto. Outro assunto que surgiu e que ficará para um próximo encontro, foi o manejo do sub bosque em talhões, suas limitações operacionais, impactos ambientais positivos e negativos.

Em seguida o representante da SMA, apresentou o Cadastro Ambiental Rural do estado de São Paulo. Ao longo da apresentação surgiram dúvidas que serão encaminhadas aos técnicos da SMA e respondidas posteriormente. O fórum, reconhecendo a importância do CAR e alinhado aos encaminhamentos do Diálogo Florestal Nacional, se comprometeu em auxiliar a SMA a divulgar o CAR e os eventos que serão realizados por todo o Estado. Além disso, as empresas florestais já estão iniciando o cadastro de suas propriedades e irão auxiliar através de apoio técnico seus parceiros e fomentados a realizar o cadastro.

No próximo encontro previsto para os dias 19 e 20 de setembro, no Parque das Neblinas/Instituto Ecofuturo, o fórum continuará a dialogar sobre estes assuntos e irá retomar aqueles que ainda estão em pauta.

O Fórum Florestal de São Paulo é um espaço de discussão sobre questões sociais e ambientais promovido por ONGs e empresas do setor florestal. Seu objetivo é gerar diretrizes e ações conjuntas que tenham impactos positivos sobre a sociedade e o meio ambiente. O fórum funciona através de uma lista de discussão via e-mail e encontros trimestrais que geram documentos, projetos e esclarecem questões sobre a atuação das empresas.