Conheça os vencedores dos casos de sucesso no manejo florestal em nível de microbacia e recursos hídricos

por jun 19, 2019Notícias0 Comentários

Visando fortalecer e multiplicar ações de conservação da natureza e meio ambiente no Brasil o Diálogo Florestal lançou chamada pública para selecionar três casos de sucesso que atestem o bom manejo florestal em nível de microbacia, evidenciando o antes e o depois no que tange aos recursos hídricos. Durante cerimônia na sede do CREA-MG em Belo Horizonte no dia 12 de junho de 2019 foram apresentados os vencedores: 

  1. Planejamento Florestal: Microbacias e Hidrossolidariedade”, realizado pela Klabin S.A.;
  2. Restauração florestal, formação de corredores ecológicos e conservação de recursos hídricos”, realizado pela Apremavi e pela Klabin S.A.;
  3. Restauração de manancial de abastecimento público e educação ambiental”, realizado pela Apremavi, Klabin S.A., Sebrae e TNC.

 

Aurea Nardelli, Mário Mantovani e Walter Paula Lima formaram a comissão avaliadora que julgou os casos recebidos e definiu os vencedores, sem referência de nomes ou localização das ações, com base nos seguintes critérios:

  • Hidrológico: impactos positivos do manejo florestal nos recursos hídricos visando a conservação da água;
  • Ambiental: ações de manejo florestal voltadas para a conservação de aspectos ambientais interligados com a conservação da água: conservação do solo, biodiversidade, paisagem, restauração de áreas ripárias, etc.;
  • Social: impactos positivos das práticas de manejo florestal adotadas tendo em vista os recursos hídricos e as pessoas e comunidades à jusante (impactos sociais considerando o engajamento de partes interessadas e afetadas – vizinhos, pessoas e comunidades à montante e/ou jusante, disponibilidade de água, conflitos e equidade do uso da água);
  • Econômicos: benefícios diretos e indiretos gerados pela adoção de boas práticas de manejo florestal considerando os recursos hídricos e a oferta de serviços ecossistêmicos (como por exemplo pagamento por serviços ambientais, redução de custos operacionais, isenção fiscal ou tributária, etc.).

 

Em breve será lançada uma publicação digital e, graças ao apoio da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), teremos também a versão impressa desta edição especial dos Cadernos do Diálogo contando as três experiências de sucesso premiadas.

Durante Encontro Nacional do Diálogo Florestal foi decidido que esta premiação será realizada anualmente podendo variar de escopo, de forma a reconhecer as melhores práticas do setor florestal.

 

Sobre o Diálogo Florestal

O Diálogo Florestal é uma iniciativa inédita e independente que facilita a interação entre representantes de empresas do setor de base florestal e organizações ambientalistas e movimentos sociais destinada a implementar uma nova maneira de dialogar entre estes setores historicamente antagônicos.

O Diálogo Florestal brasileiro existe desde 2005 e foi inspirado no The Forests Dialogue (TFD), iniciativa internacional, que existe desde 1999 e tem organizado fóruns internacionais sobre questões-chave para o manejo florestal sustentável e a recuperação de ecossistemas ameaçados. Concebido para promover o entendimento e a colaboração entre esses grupos em nível mundial, o TFD foi idealizado por organismos como o Banco Mundial, o World Resources Institute (WRI), WWF, IIED e o Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD).

Autora: Fernanda Rodrigues.